24.6.19

Custom order: "Gratitude is the memory of the heart" book case


Esta capa para livros ou caderno foi uma encomenda personalizada, que incluía a frase de Jean-Baptiste Massieu: "A gratidão é a memória do coração". Por uma questão de gestão de espaço, escrevi a frase a caneta para tecido no interior. Por fora, pintei e bordei um bouquet de flores em tons suaves, femininos e alegres.

...

This book or notebook case was a custom order, which included Jean-Baptiste Massieu's quote "Gratitude is the memory of the heart". In order to better manage the available space, I've written the quote with fabric pen inside the case. Outside, I've painted and embroidered a bouquet of flowers in soft, feminine and joyful colors.








Ref.: el83

23.6.19

Summer




Começamos o Verão com pequenos-almoços coloridos, as férias da Nina da escola, o aniversário da minha mãe e mais uma edição do festival mais cool de Leiria, o Festival A Porta. Faltam os dias de praia e piqueniques na natureza, o calor e "mudar lá para fora", que com este tempo incerto ainda não me apeteceu... 
Feliz Verão!

...

We began Summer with colourful breakfasts, Nina's school vacations, my mother's birthday and another edition of Leiria's coolest festival, Festival A Porta.  Still missing are beach days, picnics in nature, heat and "moving outdoors" which, with this uncertain weather, I haven't felt like doing yet.
Happy Summer!

20.6.19

One month...



Um mês sem ti... Aos poucos habituei-me a não ter de fechar a porta do atelier, a não precisar de abrir a janela da sala logo de manhã, a poder deixar a comida destapada, a poder ter flores e plantas venenosas em casa outra vez. Também já me habituei a não ter ninguém para me receber quando chego a casa, ou de manhã quando chego à cozinha, a não esperar que venhas para o meu colo quando me sento. A casa tem menos pêlos teus, mas ainda há vestígios da tua presença em alguns cantos. A Nina ainda fala de ti no presente, e por vezes até se esquece que já cá não estás, como se, na verdade, ainda estivesses mesmo, e há dias disse-me que a manta do sofá cheirava a ti, e não é que tem razão, mesmo que já a tenha lavado? Dou por mim a olhar fotos tuas como um conforto que quase te traz de volta por momentos. Mas tenho tantas saudades tuas que nem consigo explicar, é como se faltasse uma parte do meu corpo, ou o castelo a Leiria, e isso ainda não consegui encaixar...

...

One month without you... Little by little I'm getting used to not have to close the studio's door, to not need to open the living room's window in the morning, to be able to leave food uncovered, to be allowed to have flowers in vases and poisonous plants in the house again. I'm also getting used to the idea of not having anyone to welcome me when I come home, or in the morning when I enter the kitchen, not waiting for you to jump on my lap when I sit down. The house has less fur now but there's still some remnants of your presence in some corners. Sometimes Nina talks about you in the present tense, and even forgets you're not here anymore, as if, in fact, you were still here, and a few days ago she told me the sofa's blanket had your smell, and boy she is right, even after it has been washed! I find myself looking at your pictures as a comfort that almost brings you back for a moment.... But I miss you so much that I cannot even explain, it's like if I was missing a part of my body, or Leiria had lost its castle, and that I haven't managed to fit in yet...

13.6.19

Custom order: yellow Ginkgo backpack with flap



Fui mais uma vez desafiada a fazer algo diferente do habitual, desta vez um modelo de mochila novo, com aba, numa paleta de cores outonais inspirada nas folhas de Ginkgo biloba. Tudo visão da minha cliente, que tentei tornar realidade. Adorei o resultado!

...

I was challenged once again to make something different than usual, this time a new model of backpack with flap, in an autumnal yellow palette, inspired by the beautiful Ginkgo biloba leaves. This was my client's vision, which I tried to make come true. I love the result!






Ref.: m300

11.6.19

Blue + green












"(...) Agora o atalho circundava uma extensa falda da montanha coberta de amoras silvestres, manzanita e carvalhos enfezados, tão densamente emaranhados que mesmo os coelhos tinham de abrir pequenos túneis através deles. O atalho abria caminho pela estreita cordilheira acima e vinha dar a uma cintura de árvores - carvalhos de variadas espécies. Por entre os ramos aparecia um ténue farrapo branco de neblina que flutuava sobre as copas das árvores. Num momento um outro fiapo diáfano se lhe juntava, e depois outro, e outro. Deslizavam como fantasmas meio materializados, crescendo mais e mais, até que de repente davam com uma coluna de ar quente e se erguiam no céu para se transformarem em pequenas nuvens."

(John Steinbeck, in A um deus desconhecido)



5.6.19

Custom order: dragonflies art book case



Cogumelos venenosos e caracóis parecem ter sucesso por aqui, e a cada nova peça nasce mais um pedido, com novos detalhes. Desta vez os protagonistas foram também as libelinhas, e brinquei mais com a escala dos elementos desta composição. A cliente pediu-me também para lhe fazer uma ilustração a aguarela para aplicar como capa de um caderno, e por isso enviei-lhe o esboço que fiz como base de inspiração para tudo o resto.

...

Toadstools and snails seem to be a success around here, and each new work gives rise to another request, with new details. This time protagonists were also dragonflies, and I played more with the elements' scale of this composition. The client also asked me for a watercolor illustration to turn into a notebook cover, so I sent her the sketch that I made as inspiration for everything else.






Ref.: el82

3.6.19

About May




Maio, duro Maio... Um vai-e-vem de emoções... a vontade de lutar, de cuidar, acreditar e deixar de acreditar, entregar... a despedida, depois o nada... a saudade, a adaptação. A ideia de vazio que não encaixa...
Maio trouxe-me isto tudo, mas também uma conexão maior a mim, eu a sentir, eu a perceber que estou a sentir, e a permitir.
O mês chega ao fim e o meu corpo finalmente começa a descomprimir, o cheiro a Verão no ar torna tudo mais leve.
Sei que é tempo de seguir em frente, mesmo que por vezes não apeteça, mesmo que por vezes receie que isso signifique que o passado se torna apenas uma memória, e se dilua no tempo, mesmo que o vazio e a saudade se confundam com tédio e falta de energia. Preciso de Junho e de uma nova estação, e começo com a casa cheia de flores e novas plantas, para me trazerem de volta ao Agora.

...

May, tough May... Emotions back and forth... wanting to fight, take care, believe and stop believing, let go... farewell, then nothing... missing, adapting. The idea of emptiness that doesn't fit...
May brought me all that, but also a greater connection with myself, me feeling, me perceiving that I am feeling, me allowing it.
May comes to an end and my body finally begins to decompress, the smell of Summer in the air seems to make everything lighter. I know it's time to move on, even if sometimes I don't feel like it, even if sometimes I'm afraid that the past becomes only a memory, fading in time, even if emptiness and that missing feeling might be mistaken with boredom and lack of energy. I need June and a new season, and I begin with the house full of flowers and new plants to bring me back to the Present Moment.