19.4.19

Soul Garden Collection: Ginkgo leaves backpack



A Ginkgo biloba é uma das minhas árvores favoritas, pela invulgaridade das suas folhas, pelos tons dourados que adquirem no Outono, pela antiguidade da espécie (considerada um fóssil vivo), pelas recordações que me traz de Coimbra, do Porto, de Sintra... Esta mochila é uma homenagem a ela, e tem dois dos meus tons de linho de eleição, o natural e o verde petróleo. O trabalho bordado é bem minimalista, sem no entanto perder os detalhes cheios de textura que me caracterizam. O modelo da mochila é vertical, grande e acolchoado, e está disponível na Loja.

...

Ginkgo biloba is one of my favorite trees, for its unusual leaves, the golden colours they get on Autumn, for the antiquity of the species (it's considered a living fossil), for the memories it gives me of Coimbra, Oporto, Sintra... This backpack is a tribute to this tree, and has two of my favorite linen colors, natural and teal. It has a minimalist embroidery, without loosing details full of texture that characterize me. It's a vertical, large and padded backpack and it's available in the Shop.





Ref.: m297

18.4.19

Soul Garden Collection: Oak leaves backpack


Foi a primeira vez que misturei dois linhos coloridos, e gostei muito do resultado. Esta mochila em tons terracota tem memórias da nossa viagem a Vinhais, nas folhas de carvalho que usei para estampar o linho, que serviu depois de base ao bordado. É um modelo vertical, grande e espaçoso, óptimo para transportar um computador portátil, algumas roupas ou para servir de mochila de maternidade. Está disponível na Loja.

...

It was the first time I mixed two colorful linens, and I love the result. This backpack has memories of our trip to Vinhais, through the oak leaves I used for stamping the linen, which then served as a background for the embroidery work. It's a vertical pattern, large enough for a laptop, some clothes or to be a maternity backpack. It's available in the Shop.





Ref.: m298


16.4.19

Spring days












When I am among the trees,
especially the willows and the honey locust,
equally the beech, the oaks, and the pines,
they give off such hints of gladness.

I would almost say that they save me, and daily.
I am so distant from the hope of myself,
in which I have goodness, and discernment,
and never hurry through the world
but walk slowly, and bow often.
Around me the trees stir in their leaves
and call out, “Stay awhile.”

The light flows from their branches.
And they call again, “It’s simple,”
they say, “and you, too, have come
into the world to do this, to go easy,
to be filled with light, and to shine.”


(Mary Oliver, When I am among the trees)

10.4.19

Custom order: mushrooms art book case





Por vezes umas peças dão origem a outras, porque uma pessoa vê e gosta de algum trabalho que fiz, e quer de alguma forma que a sua peça contenha algo da que a inspirou a comprar. Mas como faço todas as peças diferentes, acaba por ser uma mistura encadeada de ideias, numa evolução que acontece naturalmente. Esta capa foi exemplo disso mesmo, podia quase traçar um percurso desde a primeira peça, onde tudo começou, que depois deu origem a outra, para agora resultar nesta, quase como uma família de cogumelos que se vão multiplicando aqui e ali. O modelo é o do estojo de artista, com muito espaço para cadernos e uma bolsa para canetas que a cliente pediu para dividir em dois tamanhos diferentes. 

...

Sometimes some items give life to others, because a person sees some work I made that she likes, and wants to somehow incorporate something from that in her own order. But as I always make unique items, it ends up being a mix of chained ideas, that take a very natural evolution. This case is an example of that, I could almost draw a path from the first item, where everything began, that then resulted in another one, to then end in this one, like a family of mushrooms that multiply here and there. The patterns is the art book case, with plenty of space for sketchbooks, and a pocket for pens that the client requested that I divided into two different sizes.






Ref.: el81


6.4.19

♥ 9



Parabéns meu lindo! Sou grata todos os dias por estes 9 anos incríveis de tanto amor!

...

Happy birthday my dear! I'm grateful every day for these 9 amazing years of so much love!

4.4.19

Handmade lately





 Ref. bl132







Ref.: bl127







 Ref. bl131





Ref.: bl128






 Ref. pg34



Ref. rp20


Carteiras várias (apenas a amarela está ainda disponível), bolsas para documentos de bebé, conjuntos de guardanapos, e uma saia para a Nina. Estas foram as últimas peças que fiz, a maior parte para encomendas personalizadas.

...

Some wallets (only yellow one is still available), cases for baby documents, napkin sets, and a skirt for Nina. These were the latest works I made, mostly for custom made orders.


1.4.19

About March




Não sei bem o que dizer deste Março... mês de contrastes, dias de tanto sol, outros tão difíceis, tantas lições no meio do caos! Mês de Amor, nos bons e maus momentos.  A volatilidade da vida e da normalidade que quase sempre tomamos por garantida. A difícil aprendizagem da aceitação. Saber que quando se tem um ser dependente de nós, temos de ter um eu suplente capaz de continuar a funcionar mesmo quando só nos apetece parar. Aprender a mostrar vulnerabilidade, sem recear as consequências. Descobrir que há seres profundos que aparecem quando precisamos. O universo em acção. Aceitá-lo, sem culpa. Agradecer. O Amor sempre, como resposta para tudo.
Bem-vindo Abril!

...

I'm not sure what to say about this March... month of contrasts, days of so much sun, others so hard, so many lessons amongst the chaos. A month of Love, in the good and bad moments. Volatility of life and normality, which we almost always take for granted. The hard lesson of acceptance. To know that when you have someone depending on you, you must have a spare self capable of keep functioning when all you want to do is stop. Learning to show vulnerability, without fearing the consequences. Realising there are deep beings that show up for us when we need them. The universe in action. Accepting it, without guilt. To be grateful. Love always, as the answer to everything.
Welcome April!