16.6.14

My Handmade Life: challenging myself to make clothes


Às vezes temos de sair da nossa zona de conforto para evoluir, e também para provarmos a nós próprios que somos capazes de ir mais além. Foi o que fiz há dias, quando me desafiei a tentar fazer roupa novamente.

Primeiro fiz um casaco para oferecer a uma bebé filha de uns amigos. Escolhi o modelo da Puperita porque adorei o capuz, e usei um tweed bege e um forro em algodão às flores, já a pensar nos dias mais frios de Outono. O tutorial é muito simples e bem explicado, e por isso correu tudo bem do princípio ao fim.

...
Sometimes we need to get out of our comfort zone in order to improve our skills, but also to prove ourselves that we are capable of going a little bit further. That's what I did a few days ago, when I challenged myself to try making clothes again.

First, I made a jacket to give to some friends' baby girl. I chose Puperita's pattern because I loved the hood, and used a beige tweed and a floral cotton for the lining, already thinking of colder Autumn days. The pattern is really easy and well taught, so it all went well from start to finish.



Depois precisei de um vestido para uma festa, e como não tinha nada que se adequasse ao tempo incerto que tem estado, decidi fazê-lo eu. Aproveitando um tecido que tinha comprado, pelo padrão boémio e colorido, copiei o modelo à vista de um outro vestido que tinha, e fui inventando, sem molde nem nada, ajustando aqui e ali, até obter este resultado. Aproveitei e fiz uma clutch a condizer, em napa e linho, com uma pega em couro e linha azul. Desenhei umas flores directamente sobre o tecido, e voilá! 

...

Then I needed a dress for a party, and since I didn't have anything that suited this unstable weather, I decided to make one myself. I used a fabric I had bought once, because I loved the bohemian colored pattern, and copied the design of another dress I have, at sight, and then I just improvised, without a pattern, adjusting here and there, until I got the final result. I also made a matching clutch, in leatherette and linen, with a strap made of leather and blue cotton yarn. I handdrawn some flowers directly on the fabric, and voilá!






8 comments:

Inês Fonseca said...

Uauuu! Vestido lindo!
Roupa de criança e bebé também já me aventurei! Agora estava a pensar em fazer um vestido para mim!
Parabéns!

ei! kumpel said...

Adriana, estou pasma! Fizeste o vestido sem molde? Está lindo! O tecido ajuda, mas o vestido está bonito de qualquer forma. O casaco de bebé é uma delícia, lindo mesmo. Gostava tanto de ter a tua coragem!

Adriana Oliveira said...

Inês, obrigada :) Força, é tão bom sentirmos que conseguimos fazer a nossa roupa, quem me dera ter mais tempo para isso!

Guida, sim, fui fazendo... tracei o feitio a partir de outro, mas tudo um bocado a olhómetro, e por isso também não está perfeito, mas dá para usar e é o que interessa ;) Só custa começar!

Raquel Úria said...

Uau! Estou (ainda mais) fã.

Esta semana ocorreu-me a ideia peregrina de fazer um vestido para mim (tenho uma festa no final do mês e não encontro nada de que goste) mas dissuadi-me a mim própria (e no caso acho que foi pelo melhor). Tu saíste-te mais que bem, que inspiração Adriana!

koklikô said...

Desafio mais que superado sôdona Adriana!!
O casaquinho está um mimo com todos aqueles pormenores,o vestido ficou um espanto! já viste a quantidade de vestidos que podes fazer? É só encontrar os tecidos certos et voilá :)
A clutch está uma obra de arte!
Parabéns! You go girl ;)

Adriana Oliveira said...

Raquel, muito obrigada :))) Mas vá lá, não desistas e um dia destes põe mãos à obra, pode ser que tenhas uma surpresa ;)

Dulce, grata pela força :) Sim, foi o que pensei, já com um guarda-roupa todo feito por mim na cabeça, o pior é arranjar tempo para isso, mas aos poucos, quem sabe.. Faz parte dos meus planos de vida, sustentabilidade e independência :)
Bj e parabéns!

sombra_arredia said...

!! tens umas maozinhas de fada!;)
Baci***

Stephe said...

tão bonito! A roupa que fazes é mágica!